quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

A diferença entre o remédio e o veneno está na dose

Descobri recentemente - em função de questões familiares - que as pessoas submetidas a tratamento radioterápico, na tentativa de cura do câncer, podem sê-lo por uma quantidade limitada.
Estudos feitos por especialistas depois do ocorrido em Hiroshima e Nagazaki, foram conclusivos em apontar que a radiação pode ser usada como tratamento até esse determinado limite que, quando ultrapassado, podem causar efeitos devastadores sobre o corpo, que pode ser herdado pelos desendentes, o que dispensa comentários, pois as fotos herdadas por toda a Humanidade depois desse abominável incidente, falam por si sós.
Definitivamente, a diferença entre o remédio e o veneno está na dose...

Foi então que lembrei da maravilhosa música de Vinícius de Moraes, aqui cantada pelo meu intérprete favorito:


Mãe, que Deus te proteja e guie as mãos daqueles que cuidarão de ti hoje!

2 comentários:

  1. adoro essa musica lindona.
    Que verdade lindona, é a dose que faz toda a diferença;

    beijos.

    ResponderExcluir

Mostre a sua!